segunda-feira, 14 de outubro de 2013

As agulhas e a C

Ora, quem segue o blog no instagram ou no facebook viu que o meu pulso já teve melhores dias. Foi TODO um episódio por isso loves, merecem um relato pormenorizado da coisa. Devo desde já alertar-vos que o conteúdo deste post é tudo menos estético por isso se são sensíveis não continuem a ler.





Ora, hoje é segunda feira e continuo em Bragança porque tive, hoje de manha, consulta na minha médica de família. Tinha umas receitas para pedir e uns assuntos para falar com ela, e por "assuntos" entenda-se o meu querido cisto sebáceo de estimação. O que é que é um cisto sebáceo? Fora termos médicos e blablabla é como uma bolsa de gordura, por baixo da pele, no meu caso causada por alguma pancada que dei com o pulso, em pequena, já que tenho o cisto desde o meu 3º ano. Á vista, é apenas uma elevação, parecida com o osso que todas temos no lado de fora do braço, sabem? Eu tinha o osso e um "segundo osso" no lado de dentro. (No vídeo desta semana, se estiverem com atenção, conseguem vê-lo).
Passemos à parte interessante da história! Cheguei ao consultório e entre conversas lá puxo eu do assunto:
(passo a um relato resumido da conversa)
- Doutora, se calhar já está na altura de tirar este cisto, não? É que já me incomoda de tão grande que está.
- Pronto, então vamos tentar aspira-lo e vamos marcar para Dezembro a cirurgia para o retirar completamente.
Nisto, a Doutora levanta-se e começa a remexer num dos armários do consultório. Eu, inocente e em pânico, pergunto:
- Mas não vai fazer isso agora, certo?
- Claro que sim, querida. Com um seringa conseguimos tirar já pelo menos metade.
- COMO? Não, não vai acontecer, não estou preparada tinha de me ter avisado com uma semana e antecedência!!
Para quem não sabe, eu tenho PÂNICO de agulhas. Não é medo! Não adianta dizer que não vai doer porque eu até sei que não vai doer - doer horrores, porque doer dói sempre, digam o que disserem. Mas não gosto. Não gosto de agulhas. PONTO. Não gosto.
Pois está claro que a médica se riu para mim e de agulha em punho "Vá, não olhe que não vai sentir nada." E foi, teve de ser, não ia espernear no meu do consultório, qual criança a pedir um doce, que não  queria e que não podia ser. Até porque tinha, tinha de ser ou ia sofrer por antecipação durante as próximas duas semanas - até voltar a Bragança - e ter de faltar mais um dia para ficar de novo em Bragança numa segunda feira.
E pronto, foi assim que ganhei esta pulseira linda que me impede de usar o meu acessório favorito - o relógio.
Agora é esperar por Dezembro para me despedir, definitivamente, do cisto que me acompanha há mais de dez anos. Confesso que me deu muito jeito, nas aulas de educação física. Sempre que me pediam para fazer flexões "Professora, não posso, tenho um cisto no pulso."

Love, C

5 comentários:

  1. que coisa chata :/ assim até foi melhor porque não sofreste por antecipação :)
    haha também detesto flexões :X

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sofri por antecipação mas ainda hoje sofro ao lembrar-me do episódio!!:(
      Eu não detesto porque nunca fiz hihihihi

      Eliminar
  2. Autch foi doloroso :/ Nc fizeste? Nao acredito Lool es mesmo a pior hehe :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi horrível!!:(
      A pior? Tens é inveja hihihihi
      beijinho grande, love*

      Eliminar
    2. hihihihi fui apanhada :X
      Beijinho**

      Eliminar